This is not the document you are looking for? Use the search form below to find more!

Report home > History

Prova Introducao

0.00 (0 votes)
Document Description
Trabalho de introdução a história
File Details
  • Added: May, 12th 2012
  • Reads: 83
  • Downloads: 0
  • File size: 61.80kb
  • Pages: 3
  • Tags: introducao, historia, trabalho
  • content preview
Submitter
  • Name: Rafael Soares
Embed Code:

Add New Comment




Related Documents

prova

by: m, 8 pages

prova pdf

prova

by: pitti, 8 pages

prova pdf

prova strutturata (svolta)

by: catalano, 5 pages

come esercizio per la prova d'esame...

Ciência Política - Resumo para a prova

by: MatheusKS, 3 pages

Resumo de Ciência Política para a prova de hoje (28/10/2010)

Modello_ M9980 - Prova di tenuta ad intercettazione_compliance high level M9980 - For Test

by: ForTest, 2 pages

Modello_ M9980 - Prova di tenuta ad intercettazione_compliance high level M9980 - For Test

Modello_ M9960 - Prova di tenuta differenziale high level M9960 - For Test.pdf

by: ForTest, 2 pages

Modello_ M9960 - Prova di tenuta differenziale high level M9960 - For Test.pdf

prova caricamenteo

by: name, 4 pages

prova

Classifica 1^ Prova - 2° Trofeo Long Range Sardegna

by: Sardinia Shooting Club, 9 pages

Classifica 1^ Prova - 2° Trofeo Long Range Sardegna

Prova

by: medi24, 1 pages

Prova de penjar document

Content Preview
Escritor satirico, Luciano de Samosata, em seu tratado, faz uma obra
critica as pratica literaria corrente em sua epoca. Como se deve escrever a
historia e a primeira obra unicamente dedicada a historiografia; qual motivo,
porem, levou o grego a preconizar um conjunto de regras a serem observadas
na escrita da historia? Por que definir um metodo - tecnicas que devem guiar
o historiador na producao da sua obra - era, para Luciano, um assunto
relevante o suficiente para ser debatido em sua obra?
Na propria obra Luciano comenta a grande quantidade de historiadores
contemporaneos: "Desde de que a situacao se encontra como esta - a guerra
contra os barbaros, o desastre na Armenia e a serie de vitorias - nao ha
pessoa que nao escreva historia." (LUCIANO; The Works of Lucian of
Samosata; tr. por H. W. Fowler e F. G. Fowler; Oxford; Oxford: The Clarendon
Press; 1905; p. 110 ) , e em seguida os critica: "a moda e negligenciar a
analise dos fatos, e dar espaco ao elogio a generais e comandantes."
(LUCIANO; 1905; p. 112). E, por fim, define o seu ideal de historiador:
"Assim, pois, para mim, deve ser o historiador: sem medo,
incorruptivel, livre , amigo da franqueza e da verdade; [...] alguem
que nao admita nem omita nada por odio ou por amizade; que a
ninguem poupe, nem respeite, nem humilhe; que seja juiz equanime,
benevolente com todos ate o ponto de nao dar a um mais que o
devido; estrangeiro nos livros, sem cidade, independente, sem rei,
nao se preocupando com o que achara este ou aquele, mas dizendo
o que se passou." (LUCIANO; 1905; p. 129)
Neste segmento, vemos Luciano descrever o historiador ideal como um
sem patria, um exilado; caracteristica de Herodoto, o pai da Historia. O primeiro
historiador, por nao estar ligado a nenhum poder politico comeca o seu relato
pela inscricao de seu nome proprio ("De Herodoto de Halicarnassio, eis a
historie"), e, por ser um apatrida, assistiu os acontecimentos dos dois lados do
campo, e relatou tanto os feitos dos barbaros quanto dos gregos (HARTOG,
Francois; A Historia de Homero a Santo Agostinho; Belo Horizonte; Editora
UFMG; 2001; p. 14-15 ).

Encontramos uma constante preocupacao com a memoria em todo
texto de Herodoto, escrever historia, portanto, era uma forma de lutar contra o
tempo, que e destruicao, e tambem mudanca (HARTOG; 2001; p. 32). Devido
ao periodo de mudancas em que viveu, Herodoto sentia a necessidade do
historiador ser justo, retratando tanto as grandes cidades - que poderiam se
tornar pequenas -, quanto as pequenas - que poderiam se tornar grande -
para preservar a memoria.
A figura do historiador apatrida tambem esta presente em outros casos,
como Tucidides de Atenas; atualmente, todavia, e impraticavel o exilio como
pre-requisito do historiador. As salas dos Arquivos sao o lugar natural do
historiador, e la que ele faz o seu oficio. Atraves de Michel de Certeau, vemos
este trabalho ser comparado ao trabalho de um operario (CERTEAU, Michel
de; "A Operacao Historica"; Rio de Janeiro; 1995; p. 29).
Se nao ha mais o exilio, ha o lugar social. "A escrita da historia se
constroi em funcao de uma instituicao" (CERTEAU, 1995), vemos, nessa
afirmacao de Certeau, a ideia da marca indelevel na obra do historiador.
Em consoante a Luciano de Samosata, Certeau defende o uso de
tecnicas e metodos na escrita da historia. Ora para o historiador ter seu texto
reconhecido por seus pares, ora para legitimar a obra perante seus
ouvintes/leitores, o metodo e indispensavel ao historiador. Ele legitima o estudo
historico, o diferencia de outros estilos: a literatura, o jornalismo.
Cabe ao historiador o trabalho de produzir sua obra usando de um
metodo, de uma tecnica. O processo constante de analisar os documentos que
utilizara para fazer seu documento historico define o valor do mesmo. Ele deve
transformar o objeto estudado em outra coisa, nao arquivando, mas examinar
fontes, fazendo a interpretacao do que ele encontrar.
Portanto, independente de estar numa instituicao ou num estado de
exilio, de escrever para seus pares ou para seus leitores, cabe ao historiador a
funcao de pesquisador. Escrever um obra, para o historiador, e interpretar o
objeto estudado, e transmitir suas conclusoes da melhor forma possivel ao seu
interlocutor. O grande trabalho sera aquele, que da forma mais qualificada, da
nova vida a um antigo objeto do arquivo; e, por conseguinte, missao do

historiador contextualizar, no presente, um material do passado. O metodo que
o historiador deve seguir e o que lhe permita entregar uma analise nova, atual.
A tecnica deve guiar o historiador do arquivo, onde pratica sua profissao, ate a
redacao final, acompanhando-o por todo o longo caminho: auxiliando na
selecao de fontes, na interpretacao das mesmas e na confeccao de um produto
final de valor.

Download
Prova Introducao

 

 

Your download will begin in a moment.
If it doesn't, click here to try again.

Share Prova Introducao to:

Insert your wordpress URL:

example:

http://myblog.wordpress.com/
or
http://myblog.com/

Share Prova Introducao as:

From:

To:

Share Prova Introducao.

Enter two words as shown below. If you cannot read the words, click the refresh icon.

loading

Share Prova Introducao as:

Copy html code above and paste to your web page.

loading